Portal Estilo Mulher

Confira todas as noticias do mundo feminino, saúde e beleza aqui no Portal Estilo Mulher!

Você sabe o que é mamiloplastia?

Cirurgiã explica a técnica, muito pouco conhecida pelas mulheres.

 

 

Quando falamos em feminilidade, os seios merecem destaque, tanto que as mulheres, sempre dão aquela conferida no decote antes de sair de casa. E claro, os mamilos também fazem parte da beleza dos seios. “Muito mais do que uma questão estética, alterações nos mamilos podem afetar a função da mama. Quando a mulher nasce com os mamilos invertidos pode surgir um delicado obstáculo na sua vida, principalmente durante o processo de amamentação”, afirma acirurgiã plástica, Roberta Alvares Azevedo, Membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Primeiramente, vamos conhecer bem cada parte dos seios, pois muita gente tem dúvida sobre o que é o mamilo e, às vezes, até o confunde com a aréola. O mamilo é o “bico do peito”. Ao redor dele, há uma pequena área circularde coloração mais escura chamada aréola. Segundo Roberta, o mamilo invertido é a alteração na qual o “bico do peito” não se projeta para fora da aréola e mesmo quando estimulado, continua plano ou retraído evoltado para dentro da pele da mama.

Outra alteração dos mamilos é a chamada hipertrofia, quando ficam grandes demais e muito aparentes. A cirurgiã explica que muitas mulheres ficam constrangidas, pois mesmo com o uso de sutiã, os mamilos ficam aparentes e chamam a atenção. “Algumas acabam usando micropore ou band-aid para pressioná-los, tornando-os menos evidentes”, explica a médica. Para resolver esta situação é possível realizar uma cirurgia de redução do mamilo, procedimento chamado de mamiloplastia. Mas a paciente precisa estar ciente de que a cirurgia pode interferir com a capacidade de amamentar ou com a sensibilidade da região.

 

Por que o bico do peito fica invertido?

De acordo com a especialista, o mamilo invertido pode ser congênito ou adquirido durante a vida. A principal causa é a má formação congênita,na qual há formação de bandas fibróticas eum encurtamento dos ductos lactíferos, ou seja, dos canais responsáveis pelo transporte do leite materno. “Apesar de ser algo raro, o mamilo invertido também pode decorrer de algum trauma local ou processo inflamatório, e até mesmo do câncer de mama, quando o tumor está localizadoatrás da aréola.”diz Roberta.

 

Qual a solução?

Apesar de parecer algo difícil de ser resolvido, os mamilos invertidos ou a hipertrofia dos mamilos podem ser facilmente corrigidos. As incisões são pequenas e colocadas dentro da aréola e na base do mamilo. Tendem a ter excelente cicatrização e, por isso, não são perceptíveis após o tratamento.

“A cirurgia pode ser feita em ambiente ambulatorial ou hospitalar e a paciente pode ir para casa poucas horas após o término do procedimento.A anestesia é local e pode ser associada à sedação para maior conforto da paciente.Em casos selecionados, pode-se optar por corrigir o mamilo e fazer uma mamoplastia no mesmo tempo cirúrgico”, ressalta Roberta Alvares Azevedo.Hoje em dia, com o desenvolvimento de novas técnicas menos invasivas, em alguns casos pode-se utilizar enxerto de gordura ou preenchimento com ácido hialurônico para melhorar a falta de projeção dos mamilos.

A cirurgiã plástica explica que além de existirem diversos tipos de mamas, também há diferentes tipos de aréolas e mamilos.Existem mamilos mais protrusos, com o bico mais proeminente e que endurecem facilmente com pequenos estímulos ou baixas temperaturas, e mamilos mais planos, que permanecem no mesmo nível da aréola. Ambos são considerados normais. A cirurgia está indicada apenas nos casos em que há prejuízo estético, psicológico ou funcional para a paciente.

 

 

Serviço:

 

Roberta Alvares Azevedo - Clínica de Cirurgia Plástica Estéteica e Reparadora

Endereço: Av. Armando Lombardi, 1.000 - Bloco 2 - Sala 204 - Barra Life Medical Center - Jardim Oceânico - Barra da Tijuca
Tel:
(21) 2540-8113
WhatsApp: (21) 99640-8999