Portal Estilo Mulher

Confira todas as noticias do mundo feminino, saúde e beleza aqui no Portal Estilo Mulher!

Conheça as famosas que se renderam a Lipoaspiração

 

A Lipoaspiração, uma das cirurgias plásticas mais realizadas no país e queridinha de mulheres famosas como Anitta, Paolla Oliveira, Viviane Araújo entre outras e está prestes a completar quase quatro décadas. Este ano, o procedimento chega aos 39 anos contabilizando milhares de mulheres que se renderam à técnica, sendo que as celebrities até divulgam serem fãs da retirada de gordura de várias regiões do corpo, inclusive submetendo-se à cirurgia mais de uma vez no decorrer dos anos.

Xuxa Meneghel e Giovanna Antonelli já admitiram em suas redes sociais que o procedimento é seguro e que não adianta malhar determinadas partes do corpo para retirar a gordura localizada: só a lipo resolve, alegam.

No universo Hollywoodiano são incontáveis as atrizes que fizeram lipoaspiração, sendo que Demi 

Moore por várias vezes que emagreceu para interpretar personagens recorreu à cirurgia a fim de afinar a cintura e reduzir medidas. Em um de seus papeis inesquecíveis no filme Striptease, onde interpretava uma dançarina e apresentava um corpo sarado, mas com índice muito pequeno de gordura, a atriz confidenciou: “Eu fiz muita musculação para o filme e precisei de uma lipoaspiração para retirada de gorduras em várias partes do corpo. Fiquei muito bem e foi uma das minhas primeiras cirurgias. O resultado foi excelente e desde esta época, há quase 20 anos, sempre que preciso não tenho nenhum problema em recorrer ao procedimento”.

Paolla Oliveira, por exemplo, por não gostar de suas coxas, resolveu fazer uma lipoaspiração nas pernas. O procedimento é ideal para quem se incomoda com as pernas grossas e não consegue nenhum resultado com exercícios físicos. Além disso, também pode ajudar para quem sofre com assaduras. A atriz e rainha de bateria do Salgueiro, Viviane Araújo, fez uma lipo nos braços e nas costas para modelar o corpo.Esse tipo de procedimento geralmente traz um resultado mais sutil sendo ideal para quem quer retirar aquelas gordurinhas que ficam entre a axila e o braço.

Não é segredo que a cantora Anitta já fez várias intervenções estéticas, que vão desde rinoplastia até prótese de silicone. Mas ela também se submeteu a lipoaspiração no culote e na barriga para ajudar a eliminar as ondulações acumuladas na parte externa da perna, na região entre os glúteos e nas coxas.

De acordo com o cirurgião plástico Tarcísio Encinas, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a lipoaspiração é um procedimento que retira gordura sob a pele através de cânulas por aspiração. “Ela atua removendo os depósitos de gordura excedentes que se acumulam em locais mais comuns do corpo como cintura, costas e culotes”, esclarece o médico, lembrando que a maior mudança no procedimento no decorrer destes anos foi à variação do tamanho da cânula.

Segundo Tarcísio Encinas, as cânulas de aspiração ficaram mais finas e com isso trouxeram uma maior segurança e melhores resultados para as cirurgias” esclarece o médico lembrando que antes da lipoaspiração, a retirada de gordura localizada deixava no paciente uma extensa cicatriz que era indesejada por todos os clientes, em sua maioria mulheres. “Nesses 39 anos muita coisa mudou em termos de tecnologia de sucção e calibre da cânula utilizada na cirurgia. No início, os orifícios para a sucção eram maiores, o que causava mais traumas no tecido do paciente. Hoje em dia, com cânulas que variam entre 2 e 5 milímetros, é possível mais precisão e menos tempo de cirurgia”, afirma o especialista que completa “Além disso, hoje temos o vibrolipo que auxilia muito o cirurgião, que é uma máquina que faz o movimento de vai e vem da cânula, a vantagem é: menos dor, maior regularidade e menos equimoses (roxos) no pós-operatório”.  

De acordo com dados recentes da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, do total de cirurgias no Brasil (1.972. 435 em 2018), 67% são de procedimentos estéticos e eletivos e a lipoaspiração está em primeiro lugar.

Apesar de cada vez mais moderna, a procura excessiva pelo procedimento também pode ser perigosa. “A melhor forma de prevenir cirurgias desnecessárias é conscientizar as pessoas de que a lipoaspiração não emagrece, ela apenas retira gordura localizada”, explica o cirurgião que condena a megalipo, que tem como objetivo extrair até 10 litros de gordura de uma única vez. “Acredito que o nome megalipo seja uma contradição com os princípios básicos da lipoaspiração já que o objetivo inicial da lipo é eliminar gordura e não emagrecer” conclui.


Indicado unicamente para a retirada de gordura localizada, a lipo, que completa 39 anos desde o primeiro procedimento realizado no Brasil, em 1980, não é uma técnica de emagrecimento. “O paciente precisa emagrecer o que for necessário com dieta e exercícios físicos e só depois se submeter ao procedimento para retirar os excessos”, diz.

Para aqueles que pretendem recorrer à cirurgia, Tarcísio Encinas aconselha a procurar um cirurgião plástico que pertença à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e também a procurar referências deste médico. “Depois de escolher o cirurgião é fundamental que o paciente faça uma avaliação médica para saber se há indicação e se não existe impedimento no pré-operatório para a cirurgia e anestesia. A lipoaspiração deve ser realizada em um centro cirúrgico com todos os recursos necessários. É preciso realizá-la com cuidado, sem retirar grandes volumes e prejudicar a saúde do paciente”, completa recomendando que se mantenha uma dieta equilibrada e faça tratamentos complementares, a fim de preservar os resultados obtidos na cirurgia. “O segredo para obter um resultado satisfatório após o procedimento é o paciente procurar manter seu peso ideal e sempre que possível tratar a área lipoaspirada com procedimentos como: drenagem linfática, endermologia, carboxiterapia, entre outros”, explica o especialista.

 

Recuperação 

A recuperação deve ser feita seguindo todas as orientações médicas. Esta fase é tão importante que se não for feita corretamente pode impactar diretamente no resultado da cirurgia. “Na maior parte das vezes a pessoa pode voltar ao trabalho após 7-10 dias da cirurgia e fazer exercícios em aproximadamente 30 dias” finaliza Tarcísio Encinas.

 

 Serviço:

Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Tarcísio Encinas

Endereço: Rua Joana Angélica, 170 – Ipanema

Telefone: (21) 2521-3019

www.tarcisiomangaraviteencinas.com