Portal Estilo Mulher

Confira todas as noticias do mundo feminino, saúde e beleza aqui no Portal Estilo Mulher!

ALIMENTAÇÃO NOS JOGOS OLIMPICOS

Durante os jogos olímpicos alimentar-se bem acaba sendo uma tarefa difícil. Nos grandes eventos, devido ao grande número de participantes, as opções de alimentação dentro das arenas acabam sendo restritas, longas filas se formam e nem sempre podemos fazer as escolhas certas e os fast food acabam sendo  as opções mais comuns de serem encontradas. Também encontramos  todos os tipos de alimentos oferecidos nas proximidades dos eventos, mas nem sempre são preparados e armazenados de forma adequada.

 Segundo a nutricionista Suely Iglesias, de Ipanema, o perigo maior consiste em se ingerir alimentos contaminados por bactérias, principalmente a E.coli, causadora da diarreia, além de outras potencialmente perigosas. Segundo ela, um  cuidado que devemos ter é observar se quem está servindo o alimento está manipulando o dinheiro também, neste caso, a melhor opção é não comprar. “Alguns alimentos são extremamente perigosos e devemos ter muito cuidado com sua procedência. A forma como os alimentos são preparados e armazenados favorece o aparecimento de agentes causadores de doenças” diz a nutricionista alertando que  “ se você não sabe onde e foi feito o pré-preparo melhor não consumir, a contaminação pela mão do manipulador poderá ocasionar diarreias e outros riscos a sua saúde”

Suely Iglesias indica aos torcedores que consumam frutas cortadas e saladas prontas vendidas nas ruas. Hambúrgueres malpassados, churrasquinhos, pasteis e doces devem ser evitados, pois além de possuírem gordura, oferecem maior risco de contaminação. “Prefira salgados de forno, mas se encontrar sanduíche integral este é o mais indicado. O pão integral vai ter mais fibras do que o pão branco e digere melhor. Coisas preparadas na hora são as melhores escolhas, pode até ser um misto”, sinaliza a profissional.

Além de verificar a validade dos alimentos comprados, ler os rótulos, evitando consumir alimentos fora da validade, Suely ainda sugere que os alimentos estejam lacrados para evitar o contato com algum tipo de bactérias. “Se você for comprar produtos de vendedores ambulantes como por exemplo, biscoitos, barra de cereais ou até mesmo refrigerantes, sucos e mates, prefira sempre os embalados. Observe sempre se a embalagem está integra, pois é a garantia do fabricante”.

Uma boa opção é levar na mochila alguns alimentos para serem consumidos durante o evento.  A maioria dos locais não permitem a entrada de latas e garrafas, portanto caso você opte por levar líquidos o ideal é que sejam armazenados em garrafas descartáveis e que sejam consumidos e descartados durante o trajeto.

Para aqueles que consomem bebida alcóolica Suely Iglesias alerta para a importância de hidratar o organismo e ter cuidado com o tipo de alimento que irá comer após o mal estar. "Para evitar que uma pessoa passe mal ou tenha algum tipo de problema relacionado à alimentação ou ingestão de bebida alcóolica, é importante que ela esteja bem hidratada, portando não deixe de ingerir agua, sucos e chás”, finaliza a especialista.